Autor Tópico: Mobilidade ciclista vs Portugueses  (Lida 79069 vezes)

Offline rpiresleite

  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 734
    • sinistroCycle!
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #620 em: Janeiro 19, 2016, 07:09:07 am »
Eu bem disse que estava a fazer de advogado do diabo, pro bono. Eu nao o estava a desculpar... só chamei a atencao da existencia da ciclovia e das nossas accoes no transito para abrir uma discussao saudavel.

Eu nao confio em condutores para me protegerem.


Offline Mario Alex

  • Avaliação: (0)
  • Membro Single-speed
  • **
  • Mensagens: 97
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #621 em: Janeiro 19, 2016, 11:00:24 am »
http://mubi.pt/2014/01/01/ano-novo-codigo-novo/

Vamos informar-nos antes de dizer coisas, e porque no país onde vivo é assim ou assado, e porque a minha experiência... blá, blá, blá...

A grande questão para mim é que se tratam de vidas humanas e não objectos.
E para grande parte dos automobilistas, é o que parece que somos, objectos que atrapalham e atrasam o trânsito. Total ignorância.

Os automóveis provocam isto https://www.facebook.com/notes/pol%C3%ADcia-seguran%C3%A7a-p%C3%BAblica/sinistralidade-rodovi%C3%A1ria/949774778411370

Em caso algum, um automobilista deverá pôr em causa a vida de alguém, ou usar o seu veículo como ameaça a outros mais vulneráveis, e deverá ter consciência daquilo que fisicamente está a conduzir: um objecto motorizado com mais de 1 tonelada. Tudo o que manifeste na sua condução, terá esse impacto e multiplicado consoante a velocidade a que circule.

Em todos os casos, que pratiquemos uma condução consciente, respeitosa, responsável e sem fundamentalismos. E que de preferência o façamos de bicicleta!

Por isso, insistam neste meio de transporte tão fantástico e libertador e boas pedaladas!

Offline rpiresleite

  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 734
    • sinistroCycle!
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #622 em: Janeiro 19, 2016, 12:05:37 pm »
Concordo Mario, nunca entendi como alguem pode simplesmente desvalorizar uma vida por causa da escolha do meio de transporte... isso foi algo que sempre tive consiencia vindo de uma familia de motards.

Veja bem que a lei, mesmo visando a protecao do ciclista é totalmente subjectiva, o que a torna quase inutil

''Como e onde circular:

    Ao circular pelo lado direito da via de trânsito, os utilizadores de bicicleta devem preservar das bermas ou passeios uma distância suficiente que permita evitar acidentes. (Art.º 13.º e 90.º)
    As bicicletas passam a poder circular duas lado-a-lado dentro de uma mesma via, exceto em vias com reduzida visibilidade ou sempre que exista intensidade de trânsito, e desde que tal não cause perigo ou embaraço ao trânsito. (Art.º 90.º)
    A utilização de pistas para velocípedes deixa de ser estritamente obrigatória, apenas “preferencial”. (Art.º 78.º)
''


Offline sacaman

  • Avaliação: (4)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 1663
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #623 em: Janeiro 19, 2016, 12:18:09 pm »


Isso e a as mulheres que se colocam em perigo quando vestem roupas justas, curtas e grandes decotes. Andam mesmo a pedi-las...


essas colocam é os outros em perigo,  um gajo faz um ângulo de 180º ao pescoço sem se aperceber que por vezes o perigo está mesmo parado à nossa frente

Offline mikas

  • Avaliação: (5)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 624
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #624 em: Janeiro 19, 2016, 12:26:01 pm »
Veja bem que a lei, mesmo visando a protecao do ciclista é totalmente subjectiva, o que a torna quase inutil

''Como e onde circular:

    Ao circular pelo lado direito da via de trânsito, os utilizadores de bicicleta devem preservar das bermas ou passeios uma distância suficiente que permita evitar acidentes. (Art.º 13.º e 90.º)
    As bicicletas passam a poder circular duas lado-a-lado dentro de uma mesma via, exceto em vias com reduzida visibilidade ou sempre que exista intensidade de trânsito, e desde que tal não cause perigo ou embaraço ao trânsito. (Art.º 90.º)
    A utilização de pistas para velocípedes deixa de ser estritamente obrigatória, apenas “preferencial”. (Art.º 78.º)
''

Mais uma vez estás a ser muito limitado na visão geral da coisa...


Código da Estrada

Artigo 13º - Posição de marcha
1 – O trânsito de veículos deve fazer-se pelo lado direito da faixa de rodagem e o mais próximo possível das bermas ou passeios, onservando destes uma distância que permita evitar acidentes.

Artigo 26º - Marcha lenta
1 – Os condutores não devem transitar em marcha cuja lentidão cause embaraço injustificado aos restantes utentes da via.

Como podes ver, é assim em todo o código da estrada e veículos que lá circulem.

Offline Mario Alex

  • Avaliação: (0)
  • Membro Single-speed
  • **
  • Mensagens: 97
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #625 em: Janeiro 27, 2016, 10:42:35 am »
Porque todos somos vulneráveis a qualquer momento, a todo o momento.

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT79814

Offline Zell

  • Avaliação: (2)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 8354
  • Gostos de champanhe, bolsos de cerveja!
    • Nad'a ver
Diz-me como te vestes, dir-te-ei como pedalas - Simply Commuting

It never gets easier, you just go faster - Greg LeMond
Para quem usa o Endomondo - http://earnd.it/RnsPjW

Ladrões de biclas deviam ser enraiados em radial!

Offline The Caped Crusader

  • Avaliação: (17)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 16392
Re: Mobilidade ciclista vs Portugueses
« Responder #627 em: Julho 01, 2016, 01:46:26 pm »
http://www.telegraph.co.uk/education/2016/06/30/campaign-for-elite-university-to-ban-students-from-bringing-cars/

Se tentassem isto por cá, muitas cabeças iriam rolar certamente. Lembro-me agora do caso do IST, em que até acabaram com as zonas pedonais para poderem meter mais pópós lá dentro do campus... agora imaginem se fossem tentar impedir os meninos de atafulharem de carros as ruas adjacentes...
Carbono é a tua tia.