Autor Tópico: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling  (Lida 8741 vezes)

Offline chalana

  • Avaliação: (2)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 676
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #20 em: Novembro 21, 2013, 11:24:37 am »
mas não há já motorizadas elétricas?
e diversas bikes eléctricas no mercado em q o preço arrebata com o preço desta invenção. daí a ser a sua maior falha

qual é a diferença entre uma motorizada elétrica e uma bicicleta elétrica? os pedais? Vejo nos hipermercados a vender umas geringonças que não sei o que são, bem na realidade sei porque uma bicicleta não tem motor mesmo que seja elétrico e auxiliar.

@fc o que difere uma bike elétrica de uma motorizada elétrica é que no caso das bikes a velocidade do motor elétrico e/ou auxilio à pedalada tem um limite de velocidade de 25 km/h, passa a ser motorizada se o limite for ultrapassado, ou seja motorizadas têm que usar matricula e as bikes não.

No caso da Scott (porque é um exemplo que sei), todas as elétricas têm limite de 25 km/h à saída de fábrica mas, sei que podem ser "kitadas" e passam a dar 45 km/h de auxilio à pedalada.

então é kitar uma scott e meter matricula.

Agora mais a sério. As bicicletas elétricas têm uma autonomia reduzida, e uma velocidade também. 25km/h. Parto do principio que devido à autonomia o objetivo é serem utilizadas em cidade. Uma pessoa que use a bicicleta no seu dia a dia, faz isso sem grande esforço numa bicicleta com pneus com baixa resistência ao rolamento. A dificuldade que pode ter a mais numa qualquer subida irá compensar o trabalho que tem a menos ao não ter a preocupação de estar a carregar uma bicicleta mais pesada e a ter que carregar a bateria.
Bicicletas elétricas são uma grande mais valia é para quem tenha que carregar grandes pesos, estou por exemplo a pensar em carteiros, ou distribuição de outra qualquer coisa que seja feita por bicicleta (algo que infelizmente não existe muito por cá mas é comum noutras países, entregas de comida a casa por exemplo)

acho que não estás a ser justo. nem toda a gente tem boa preparação física ou percursos fáceis de fazer. uma pessoa que tenha que subir do rio até ao príncipe real ou rato ou estrela para ir para o trabalho ou chega todo suado ou vai com uma relação de avozinha e demora uma eternidade. e mesmo assim tem que dar tanto aos pedais nessa relação que vai transpirar à mesma. se depois tiver que se vestir formalmente e não tiver grandes hipóteses de mudar de roupa (há empregos onde uma pessoa não pode chegar de fato de treino e vestir um fato) torna-se mais complicado utilizar a bicicleta.

há gente que utiliza a bicicleta ou porque gostou da moda das bicicletas, ou porque realmente é um meio de transporte que lhes é útil, mas depois não vão andar ao fim de semana nem fazer o tróia sagres, não andam em fóruns e não passam a vida a ver fotos e filmes de bicicletas. chegaram a uma loja e compraram uma que acharam bonita. acho que é para esse tipo de pessoas que isto é uma solução agradável, se chegar ao conhecimento delas.
tudo merda.

Offline fc

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 3177
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #21 em: Novembro 21, 2013, 11:56:27 am »
mas não há já motorizadas elétricas?
e diversas bikes eléctricas no mercado em q o preço arrebata com o preço desta invenção. daí a ser a sua maior falha

qual é a diferença entre uma motorizada elétrica e uma bicicleta elétrica? os pedais? Vejo nos hipermercados a vender umas geringonças que não sei o que são, bem na realidade sei porque uma bicicleta não tem motor mesmo que seja elétrico e auxiliar.

@fc o que difere uma bike elétrica de uma motorizada elétrica é que no caso das bikes a velocidade do motor elétrico e/ou auxilio à pedalada tem um limite de velocidade de 25 km/h, passa a ser motorizada se o limite for ultrapassado, ou seja motorizadas têm que usar matricula e as bikes não.

No caso da Scott (porque é um exemplo que sei), todas as elétricas têm limite de 25 km/h à saída de fábrica mas, sei que podem ser "kitadas" e passam a dar 45 km/h de auxilio à pedalada.

então é kitar uma scott e meter matricula.

Agora mais a sério. As bicicletas elétricas têm uma autonomia reduzida, e uma velocidade também. 25km/h. Parto do principio que devido à autonomia o objetivo é serem utilizadas em cidade. Uma pessoa que use a bicicleta no seu dia a dia, faz isso sem grande esforço numa bicicleta com pneus com baixa resistência ao rolamento. A dificuldade que pode ter a mais numa qualquer subida irá compensar o trabalho que tem a menos ao não ter a preocupação de estar a carregar uma bicicleta mais pesada e a ter que carregar a bateria.
Bicicletas elétricas são uma grande mais valia é para quem tenha que carregar grandes pesos, estou por exemplo a pensar em carteiros, ou distribuição de outra qualquer coisa que seja feita por bicicleta (algo que infelizmente não existe muito por cá mas é comum noutras países, entregas de comida a casa por exemplo)

acho que não estás a ser justo. nem toda a gente tem boa preparação física ou percursos fáceis de fazer. uma pessoa que tenha que subir do rio até ao príncipe real ou rato ou estrela para ir para o trabalho ou chega todo suado ou vai com uma relação de avozinha e demora uma eternidade. e mesmo assim tem que dar tanto aos pedais nessa relação que vai transpirar à mesma. se depois tiver que se vestir formalmente e não tiver grandes hipóteses de mudar de roupa (há empregos onde uma pessoa não pode chegar de fato de treino e vestir um fato) torna-se mais complicado utilizar a bicicleta.

há gente que utiliza a bicicleta ou porque gostou da moda das bicicletas, ou porque realmente é um meio de transporte que lhes é útil, mas depois não vão andar ao fim de semana nem fazer o tróia sagres, não andam em fóruns e não passam a vida a ver fotos e filmes de bicicletas. chegaram a uma loja e compraram uma que acharam bonita. acho que é para esse tipo de pessoas que isto é uma solução agradável, se chegar ao conhecimento delas.

Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que tenha que subir todos os dias de bicicleta do rio ao príncipe real de bicicleta, vai arranjar forma de fazer isso. Forma física ou forma de contornar a inclinação. Nem que seja ao lado da bicicleta numa parte do percurso.
Não tenham vergonha, comprem uma acelera elétrica.

Offline fc

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 3177
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #22 em: Novembro 21, 2013, 12:23:24 pm »
Infelizmente as pessoas vão comprar bicicletas elétricas quando podem muito bem optar por bicicletas convencionais. Claro que há exceções onde a bicicleta elétrica pode ser a única solução. Mas quando vejo um tipo com excesso de peso numa bicicleta elétrica numa ciclovia sinto-me indignado. E tenho o direito à indignação porque não a gastei com a pepsi. Claro que custa começar a andar de bicicleta se não estamos com condição fisica, mas uma pessoa que use a bicicleta para o seu dia a dia rapidamente fica com forma suficiente para as voltas banais na cidade, de forma tranquila e suave.
Os veículos elétricos são menos verdes do que aquilo que nos querem vender, existe o processo de produção de eletricidade e as baterias também não são das coisas mais verdes que há.

Offline mikas

  • Avaliação: (5)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 625
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #23 em: Novembro 21, 2013, 12:26:19 pm »
mas não há já motorizadas elétricas?
e diversas bikes eléctricas no mercado em q o preço arrebata com o preço desta invenção. daí a ser a sua maior falha

qual é a diferença entre uma motorizada elétrica e uma bicicleta elétrica? os pedais? Vejo nos hipermercados a vender umas geringonças que não sei o que são, bem na realidade sei porque uma bicicleta não tem motor mesmo que seja elétrico e auxiliar.

@fc o que difere uma bike elétrica de uma motorizada elétrica é que no caso das bikes a velocidade do motor elétrico e/ou auxilio à pedalada tem um limite de velocidade de 25 km/h, passa a ser motorizada se o limite for ultrapassado, ou seja motorizadas têm que usar matricula e as bikes não.

No caso da Scott (porque é um exemplo que sei), todas as elétricas têm limite de 25 km/h à saída de fábrica mas, sei que podem ser "kitadas" e passam a dar 45 km/h de auxilio à pedalada.

então é kitar uma scott e meter matricula.

Agora mais a sério. As bicicletas elétricas têm uma autonomia reduzida, e uma velocidade também. 25km/h. Parto do principio que devido à autonomia o objetivo é serem utilizadas em cidade. Uma pessoa que use a bicicleta no seu dia a dia, faz isso sem grande esforço numa bicicleta com pneus com baixa resistência ao rolamento. A dificuldade que pode ter a mais numa qualquer subida irá compensar o trabalho que tem a menos ao não ter a preocupação de estar a carregar uma bicicleta mais pesada e a ter que carregar a bateria.
Bicicletas elétricas são uma grande mais valia é para quem tenha que carregar grandes pesos, estou por exemplo a pensar em carteiros, ou distribuição de outra qualquer coisa que seja feita por bicicleta (algo que infelizmente não existe muito por cá mas é comum noutras países, entregas de comida a casa por exemplo)

acho que não estás a ser justo. nem toda a gente tem boa preparação física ou percursos fáceis de fazer. uma pessoa que tenha que subir do rio até ao príncipe real ou rato ou estrela para ir para o trabalho ou chega todo suado ou vai com uma relação de avozinha e demora uma eternidade. e mesmo assim tem que dar tanto aos pedais nessa relação que vai transpirar à mesma. se depois tiver que se vestir formalmente e não tiver grandes hipóteses de mudar de roupa (há empregos onde uma pessoa não pode chegar de fato de treino e vestir um fato) torna-se mais complicado utilizar a bicicleta.

há gente que utiliza a bicicleta ou porque gostou da moda das bicicletas, ou porque realmente é um meio de transporte que lhes é útil, mas depois não vão andar ao fim de semana nem fazer o tróia sagres, não andam em fóruns e não passam a vida a ver fotos e filmes de bicicletas. chegaram a uma loja e compraram uma que acharam bonita. acho que é para esse tipo de pessoas que isto é uma solução agradável, se chegar ao conhecimento delas.

Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que tenha que subir todos os dias de bicicleta do rio ao príncipe real de bicicleta, vai arranjar forma de fazer isso. Forma física ou forma de contornar a inclinação. Nem que seja ao lado da bicicleta numa parte do percurso.
Não tenham vergonha, comprem uma acelera elétrica.

Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Offline fc

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 3177
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #24 em: Novembro 21, 2013, 12:38:57 pm »
Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Talvez estejas a ser justo, mas eu não entendi. O que é que o fixed gear tem a ver com a bicicleta elétrica? e se eu devia andar ou não sem travões?!?

Offline mikas

  • Avaliação: (5)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 625
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #25 em: Novembro 21, 2013, 12:44:30 pm »
Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Talvez estejas a ser justo, mas eu não entendi. O que é que o fixed gear tem a ver com a bicicleta elétrica? e se eu devia andar ou não sem travões?!?

Não sei. Pensei que falávamos de fundamentalismos.

Offline fc

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 3177
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #26 em: Novembro 21, 2013, 12:47:23 pm »
Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Talvez estejas a ser justo, mas eu não entendi. O que é que o fixed gear tem a ver com a bicicleta elétrica? e se eu devia andar ou não sem travões?!?

Não sei. Pensei que falávamos de fundamentalismos.

Ora ai está, leste mas não entendeste. Falávamos de coisas que te fazem viver a vida de forma mais saudável.

Offline jv-

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 2353
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #27 em: Novembro 21, 2013, 01:00:44 pm »
Que é o grande objectivo da vida e de andar de bicicleta: Levar uma vida mais saudável.

Mas sempre numa cidade.

Offline mikas

  • Avaliação: (5)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 625
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #28 em: Novembro 21, 2013, 01:04:09 pm »
Eu adoro pedalar pela cidade a inalar os gases de escape dos autocarros, taxis e restantes veículos. Sinto-me extremamente saudável e com os pulmões limpos.

Offline fc

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 3177
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #29 em: Novembro 21, 2013, 01:19:35 pm »
Eu adoro pedalar pela cidade a inalar os gases de escape dos autocarros, taxis e restantes veículos. Sinto-me extremamente saudável e com os pulmões limpos.

Quero acreditar que entendes que "levar vida de forma mais saudável" significa fazer pequenas alterações na tua rotina. Que pode ser algo tão simples como, normalmente comia duas sobremesas a todas as refeições e vou passar a comer apenas uma para ser mais saudável.
Se entendes isso e tens algo de pessoal comigo não precisas mascará-lo no meio de uma conversa sobre bicicletas elétricas, sou uma pessoa acessível para uma boa conversa.

Offline mikas

  • Avaliação: (5)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 625
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #30 em: Novembro 21, 2013, 01:24:42 pm »
Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Talvez estejas a ser justo, mas eu não entendi. O que é que o fixed gear tem a ver com a bicicleta elétrica? e se eu devia andar ou não sem travões?!?

Não sei. Pensei que falávamos de fundamentalismos.

Ora ai está, leste mas não entendeste. Falávamos de coisas que te fazem viver a vida de forma mais saudável.

Eu também acho que não entendeste. Explica lá porque é que ter um apoio à mobilidade da bicicleta se torna algo menos saudável, ou porque é que o badocha não pode andar na ciclovia com a sua bicicleta eléctrica.
E depois dizes que não é de fundamentalismos que se fala...

Offline Zell

  • Avaliação: (2)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 8354
  • Gostos de champanhe, bolsos de cerveja!
    • Nad'a ver
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #31 em: Novembro 21, 2013, 02:00:35 pm »
Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que anda de fixed gear, "à séria", arranja forma de não ter travões na bicicleta.

Talvez estejas a ser justo, mas eu não entendi. O que é que o fixed gear tem a ver com a bicicleta elétrica? e se eu devia andar ou não sem travões?!?

Não sei. Pensei que falávamos de fundamentalismos.

Ora ai está, leste mas não entendeste. Falávamos de coisas que te fazem viver a vida de forma mais saudável.

Eu também acho que não entendeste. Explica lá porque é que ter um apoio à mobilidade da bicicleta se torna algo menos saudável, ou porque é que o badocha não pode andar na ciclovia com a sua bicicleta eléctrica.
E depois dizes que não é de fundamentalismos que se fala...
Esterótipo [incoming[/i]:
Porque o badocha com certeza terá comprado a bicla elétrica para ter um acto salutar na sua vida para talvez perder peso pq quer/precisa/etc. e empinou que uma bicla eléctrica facilitaria a transição para uma normal qd não fosse já tão badocha. Isso não vai nunca acontecer...
Diz-me como te vestes, dir-te-ei como pedalas - Simply Commuting

It never gets easier, you just go faster - Greg LeMond
Para quem usa o Endomondo - http://earnd.it/RnsPjW

Ladrões de biclas deviam ser enraiados em radial!

Offline Peter O@K

  • Avaliação: (2)
  • Membro Fixed Gear
  • ***
  • Mensagens: 477
Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #32 em: Novembro 21, 2013, 02:07:50 pm »
Pá, mas vocês querem parar com essa merda ?
Eu nao me meti com ninguém pois não ?
Parem lá de falar em mim (badocha sem bike eléctrica ) sff antes que um me chatei a serio, ok ? 

Offline The Caped Crusader

  • Avaliação: (17)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 16393
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #33 em: Novembro 21, 2013, 02:09:18 pm »
Estou com o fc. As baterias são coisas que para serem fabricadas dão cabo do ambiente de muitas mais maneiras que o que se pensa.

Mas antes biclas com motor eléctrico do que scooters a combustão, claro. E a vantagem para o ambiente das biclas eléctricas é que, mesmo que o utilizador seja um balofo preguiçoso, mais cedo ou mais tarde vai ter que dar aos pedais. E pode ser que acabe por gostar.
Carbono é a tua tia.

Offline jv-

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 2353
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #34 em: Novembro 21, 2013, 02:14:59 pm »
Também acho. Antes biclas com motor eléctrico do que scooters a combustão.

Principalmente porque cenas, mas sem esquecer que as scooters de combustão coiso, mas as biclas com motor eléctrico claro está.

Baterias -> bué mal ao ambiente
Combustão -> buééééé mal ao ambiente

Offline The Caped Crusader

  • Avaliação: (17)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 16393
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #35 em: Novembro 21, 2013, 02:20:09 pm »
Carros - buééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééééé mal ao ambiente
Carbono é a tua tia.

Offline jv-

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 2353
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #36 em: Novembro 21, 2013, 02:27:33 pm »
E barcos ?!?  :o

daqueles assim




que trazem as nossas coisinhas todas do oriente?


BBBUUUUUUUUEEEEEEEEEEEEEEDDDDDDDDAAAAAA mal!!

Offline chalana

  • Avaliação: (2)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 676
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #37 em: Novembro 21, 2013, 02:48:11 pm »
mas não há já motorizadas elétricas?
e diversas bikes eléctricas no mercado em q o preço arrebata com o preço desta invenção. daí a ser a sua maior falha

qual é a diferença entre uma motorizada elétrica e uma bicicleta elétrica? os pedais? Vejo nos hipermercados a vender umas geringonças que não sei o que são, bem na realidade sei porque uma bicicleta não tem motor mesmo que seja elétrico e auxiliar.

@fc o que difere uma bike elétrica de uma motorizada elétrica é que no caso das bikes a velocidade do motor elétrico e/ou auxilio à pedalada tem um limite de velocidade de 25 km/h, passa a ser motorizada se o limite for ultrapassado, ou seja motorizadas têm que usar matricula e as bikes não.

No caso da Scott (porque é um exemplo que sei), todas as elétricas têm limite de 25 km/h à saída de fábrica mas, sei que podem ser "kitadas" e passam a dar 45 km/h de auxilio à pedalada.

então é kitar uma scott e meter matricula.

Agora mais a sério. As bicicletas elétricas têm uma autonomia reduzida, e uma velocidade também. 25km/h. Parto do principio que devido à autonomia o objetivo é serem utilizadas em cidade. Uma pessoa que use a bicicleta no seu dia a dia, faz isso sem grande esforço numa bicicleta com pneus com baixa resistência ao rolamento. A dificuldade que pode ter a mais numa qualquer subida irá compensar o trabalho que tem a menos ao não ter a preocupação de estar a carregar uma bicicleta mais pesada e a ter que carregar a bateria.
Bicicletas elétricas são uma grande mais valia é para quem tenha que carregar grandes pesos, estou por exemplo a pensar em carteiros, ou distribuição de outra qualquer coisa que seja feita por bicicleta (algo que infelizmente não existe muito por cá mas é comum noutras países, entregas de comida a casa por exemplo)

acho que não estás a ser justo. nem toda a gente tem boa preparação física ou percursos fáceis de fazer. uma pessoa que tenha que subir do rio até ao príncipe real ou rato ou estrela para ir para o trabalho ou chega todo suado ou vai com uma relação de avozinha e demora uma eternidade. e mesmo assim tem que dar tanto aos pedais nessa relação que vai transpirar à mesma. se depois tiver que se vestir formalmente e não tiver grandes hipóteses de mudar de roupa (há empregos onde uma pessoa não pode chegar de fato de treino e vestir um fato) torna-se mais complicado utilizar a bicicleta.

há gente que utiliza a bicicleta ou porque gostou da moda das bicicletas, ou porque realmente é um meio de transporte que lhes é útil, mas depois não vão andar ao fim de semana nem fazer o tróia sagres, não andam em fóruns e não passam a vida a ver fotos e filmes de bicicletas. chegaram a uma loja e compraram uma que acharam bonita. acho que é para esse tipo de pessoas que isto é uma solução agradável, se chegar ao conhecimento delas.

Acho que não estás a ser justo. Uma pessoa que tenha que subir todos os dias de bicicleta do rio ao príncipe real de bicicleta, vai arranjar forma de fazer isso. Forma física ou forma de contornar a inclinação. Nem que seja ao lado da bicicleta numa parte do percurso.
Não tenham vergonha, comprem uma acelera elétrica.

acho que não estás a ser justo. eu também não me vejo com uma bicicleta eléctrica, é um conceito que não me diz nada, mas isso não quer dizer que não seja um conceito válido para muitas pessoas. a opinião que tens dessas pessoas é contigo, mas não faz com que isto não seja uma ideia interessante para muita gente.
tudo merda.

Offline migueltreze

  • Avaliação: (14)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 5707
    • MDSArtwork
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #38 em: Novembro 21, 2013, 06:51:22 pm »
É tudo uma questão de justiça.

Offline chalana

  • Avaliação: (2)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • ****
  • Mensagens: 676
Re: Breaking invention just may be about to revolutionise commuter cycling
« Responder #39 em: Novembro 22, 2013, 01:52:16 am »
É tudo uma questão de justiça.

acho que não estás a ser justo.
tudo merda.