Autor Tópico: velodromo Maria Amélia no porto datado de 1894  (Lida 3234 vezes)

Offline littlelife

  • Global Moderator
  • Avaliação: (0)
  • Membro Single-speed
  • *****
  • Mensagens: 58
velodromo Maria Amélia no porto datado de 1894
« em: Abril 14, 2010, 04:32:07 pm »
pois é, li isto num jornal, julgo que o JN mas agora n encontro a informação... encontrei um pequeno texto que n é acompanhado de imagens, do jornal ojogo... http://www.ojogo.pt/26-95/artigo857427.asp .
interessante..

edit:

google map:
« Última modificação: Janeiro 10, 2011, 02:48:53 pm por ruiaur »

Offline SANTOS

  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed Gear
  • ***
  • Mensagens: 119
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #1 em: Abril 14, 2010, 04:43:36 pm »
Muito interesante.... segundo sei havia 6 velodromos em Portugal, datas não sei. Dois dos quais aqui nos Algarves. Um, penso que ainda operacional, em Loulé e outro em Tavira. Ambas as cidades têm uma longa história de cliclismo... Irei investigar e se poder tirar fotos em primeira mão pa mostrar aqui á malta... 

Offline sparc0

  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed Gear
  • ***
  • Mensagens: 342
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #2 em: Abril 14, 2010, 06:30:35 pm »
alguem sabe se o de Sangalhos ja foi enaugurado?


Offline João

  • Global Moderator
  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed Gear
  • *****
  • Mensagens: 377
    • les.amateurs
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #3 em: Abril 14, 2010, 07:12:14 pm »
já. segundo o que me foi dito por alguem na federação (telefonei e nao sei com quem falei), para ja é apenas para ser utilizado por atletas federados. já o segurança do velodromo me tinha dito a mesma coisa quando la passei.

Offline Ezi

  • Avaliação: (0)
  • Membro Estradeira
  • *
  • Mensagens: 13
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #4 em: Abril 14, 2010, 09:03:13 pm »
O de Sangalhos foi inaugurado o ano passado e se quiserem participar este ano vão lá decorrer os campeonatos nacionais e os mundiais para masters, eu estou a ponderar participar, mas ainda não sei.

O de Tavira está a funcionar e normalmente há uma ou duas provas lá, mas com bikes normais.

Há também um na Malveira que á semelhança do de Tavira está a funcionar e fazem também lá uma ou duas provas.

O de Alpiarça estive lá o ano passado está em bom estado mas não sei se está a funcionar ou não, pelo menos provas acho que não fazem.

Offline ruiaur

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 2906
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #5 em: Abril 14, 2010, 10:48:47 pm »
Já competi no da Malveira e no de Alpiarça quando fazia pista e são pistas com pouco relevê.

Tinha tão pouco relevê, que os profissionais não gostavam de correr nestas pistas, pois caiam nas curvas com tão pouca inclinação e muita velociade que atingiam.

São boas pistas para o pessoal não passar do 60km/h nas curvas. Mas também esta velocidade só os profissionais...

Offline usaralho

  • Administrator
  • Avaliação: (0)
  • Membro Fixed gear Brakeless
  • *****
  • Mensagens: 852
    • Vou de Bicicleta
Re:velodromo no porto datado de 1894
« Responder #6 em: Abril 15, 2010, 09:22:52 am »

Offline ruiaur

  • Avaliação: (0)
  • Membro 100% Pureza
  • *****
  • Mensagens: 2906
Re:velodromo Maria Amélia no porto datado de 1894
« Responder #7 em: Janeiro 10, 2011, 02:53:30 pm »
Postado por Calçada

Aqui fica um pouco do que por já tivemos.



http://jpn.icicom.up.pt/2010/04/30/fotogaleria_o_porto_que_se_esconde_no_velodromo_maria_amelia.html

Velódromo foi inaugurado em 1894 e fechou nos anos 30. Situava-se nas traseiras do actual Museu Soares dos Reis, mas poucos são os portuenses que sabem da sua existência.

Quem passa pela Rua Adolfo Casais Monteiro, antiga Rua de Pombal, não repara no grande portão de ferro do muro que rodeia o Museu Soares dos Reis. Se voltássemos atrás cerca de 110 anos, seria por lá que entraríamos no Velódromo Maria Amélia, inaugurado em 1894.

As duas rampas encurvadas de acesso ao velódromo permanecem intactas. Quem subia a calçada inclinada deparava-se com uma pista de 333,33 metros de perímetro, sendo que as duas rectas paralelas se uniam no topo, através de curtas com a respectiva sob relevação. No seu interior encontravam-se também dois campos de ténis. Do velódromo apenas restam duas inclinações, que se situavam nos topos da pista.

O velódromo fora construído no local onde era o palácio dos Carrancos. Um espaço que pretencia à família real e que o el-rei D.Carlos, presidente honorário, cedeu à associação do Velo Club do Porto, fundado a 1983. O segundo do país, antecedido pela Secção Velocipedista do Clube de Caçadores do Porto, na Quinta de Salgueiros. (1983).

O velódromo Maria Amélia acolheu muitas corridas e outros eventos desportivos. Nele até foi realizada a primeira corrida motorizada em Portugal. O espaço circundante do velódromo servia, também, como local de recreio e convívio para aqueles que queriam desenvolver a prática desportiva e para os seus sócios. Para além disso, funcionava como espaço para outros desportos: ciclismo, motociclismo, ténis, golfe.

Nos primeiros dez anos do século XX o ciclismo em pista perdeu alguns apoiantes. Com a implantação da República, o velódromo encerrou. O espaço ficou encerrado até 1932, ano em que passou para a Santa Misericórdia do Porto.

Hoje, para aceder ao espaço, é preciso entrar pelo Museu Nacional Soares dos Reis. Ainda assim, o espaço não se encontra completamente livre ao público. José Maria Ferreira visitava o velódromo enquanto criança, para acompanhar os pais ou os irmãos. O JPN conversou com o sociólogo para ouvir as lembranças que guarda daqueles tempos.